Pesquisar este blog

Leia o mega olimpo em:

quarta-feira, 30 de março de 2011

ícaro, a personificação do sonho de voar!



D
édalo era um grandiosos inventor, que servia de tutor para seu sobrinho Talo.
Talo, um dia, passeando pelo litoral, se admirou pela espinha de uma peixe, pois esta tinha um formato quase perfeito, forma na qual ele viria a inspirar-se para criar a primeira serra.
Com muita inveja, Dédalo tentou matar este seu sobrinho, atirando-o de um penhasco alto.
Contudo, os deuses se apiedaram do jovem e o transformaram numa perdiz, que voou para evitar a desgraça que lhe acorreria.
Culpado de homicídio, Dédalo foi obrigado a abandonar a cidade natal, refugiando-se em Creta, a ilha do famoso rei Minos.
Ali, foi incumbido de construir um labirinto, para abrigar o famoso Minotauro.
Dedalo seria, mais tarde, impedido de deixar esta ilha, tempo no qual concebeu a sua mais famosa invenção, um par de asas que, lhe permitiriam voar.
Pretendia, juntamente com o filho Ícaro, usá-las para escapar da ilha.
Já pronta as asas feitas com penas de bronze e cera, os dois começaram a viajar.
Eles estavam no ar tempo suficiente para que Dédalo ensinasse a seu filho, como deveria pilotar as asas.
Uma das mais importantes recomendações, foi que não viajasse perto do sol, para que a cera não derretesse e soltassem-se as penas.
No entanto, as coisas não iriam correr bem para o pequeno Ícaro. Ignorando os conselhos de Dédalo, voou demasiado alto, o que fez com que a cera que prendia as asas derretesse, precipitando-o no mar.
Dedalo, quando viu o corpo do pequeno Ícaro a flutuar no imenso reino de Posseídon, lamentou-se e chorou penosamente, mas nada mais poderia ser feito, pois o pequeno Ícaro se fora.
Dedalo então desceu e passou a residir em terra firme, sem nunca mais voltar a usar sua invenção penosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário